Essa é uma dica que um amigo me passou (valeu Vinícius!) para melhorar a performance de games no meu modesto note sem superaquecê-lo. Basicamente, para compensar o maior aquecimento na placa de vídeo causado pelo overclock, realizamos um undervolt (redução da voltagem) no processador, reduzindo a quantidade de calor dissipado por esse último.

Antes de mais nada, tenho q listar alguns pontos:

  1. O procedimento funciona. Eu testei e ao final do post, irei adicionar algumas imagens do diferencial no desempenho que obtive.
  2. Para realizar o overclock em uma placa de vídeo, é necessário uma placa de vídeo… de verdade! Isso exclui as placas onboard ou integradas, tais como as da Intel.
  3. Até obter uma configuração boa e estável de overclock e undervolt é necessário um certo trabalho de tentativa e erro. Quanto maior o overclock e o undervolt, melhor… contanto que o sistema fique estável.
  4. Desde já aviso que não tenho responsabilidade sobre quaisquer danos causados em máquinas submetidas aos processos descritos a seguir.

 

Undervolt no processador:

 

O que é?

Durante a fabricação em massa dos processadores, devido a complexidade e miniaturização de seus componentes, nem todos saem com exatamente a mesma velocidade. Por isso eles são construídos de modo a operar com voltagem dentro de uma margem de segurança para estabilizar a velocidade. Em especial nos processadores de notebooks essa margem é maior para permitir a alternância entre um modo voltado ao desempenho e um modo voltado à economia de energia.

É exatamente essa margem de segurança que é explorada no undervolt.

Reduzindo a voltagem destinada ao processador, é possível reduzir a emissão de calor deste sem afetar a velocidade de processamento.

 

É seguro?

Sim. Como estaremos trabalhando dentro da margem de segurança do processador, não haverá danos no hardware.

Mas lembro que, dependendo da voltagem utilizada, é possível a ocorrência de instabilidade no sistema, incluindo travamentos. Nada que uma simples reinicialização no sistema não resolva.

 

Existem outras vantagens?

Como foi dito, reduzindo a voltagem do processador é obtida uma redução da temperatura deste. Logo, a vida útil do processador é estendida.

Além disso, em uma configuração padrão, algumas vezes o processador aquece demais e o sistema passa a realizar cortes periódicos de voltagem e multiplicador de frequência (Throttle) numa tentativa de reduzir a temperatura. Essas quedas de velocidade acabam por afetar a performance da máquina.

Com o resfriamento do processador, acaba não ocorrendo Throttle, melhorando o desempenho do sistema.

Ocorrência de Throttle

Ocorrência de Throttle

Observem as quedas na frequência do processador juntamente com leve queda de temperatura e redução pela metade da velocidade de processamento.

 

Tutorial:

Para realizar o undervolt, utilizaremos um aplicativo chamado RightMark CPU Clock Utility (RMClock), que pode ser baixado for free aqui. Inclusive, nesse site existem outras aplicações bem interessantes para obter informações ou alterar configurações do seu sistema.

Depois de baixar, extraia para uma pasta e execute o RMClock.exe.

Na coluna da esquerda deverão existir diversos títulos das páginas da aplicação. Abra as sub-páginas de “Profiles” (clicando no [+]), e vá na página “Maximal Performace”.

Clique no botão “OS Settings” e, na opção “Use OS power scheme“, selecione “Sempre Ligado”. Dessa forma, quando estivermos utilizando o perfil de performace máxima, não teremos problemas com o sistema operacional entrando em modo de espera por inatividade, etc.

Clique no botão “CPU Settings“. Sob os menus “AC Power” e “Battery“, selecione a opção “Use P-state transitions (PST)” e selecione a opção com o maior multiplicador em ambos. No meu caso é 12x.

Agora volte à páginaProfiles” e, no menu “AC Power” e opção “Current“, selecioneMaximal Performace“. Dessa forma, quando estiver ligado à energia elétrica, o note será configurado de acordo com o perfil “Maximal Performace“.

Na parte de baixo dessa tela, desmarque a opção “Auto-ajust intermediate states VIDs“.

Agora vem a parte dos erros e acertos.

Na listagem com os multiplicadores e voltagens, vamos começar alterando a voltagem utilizada com o maior multiplicador. No meu caso, com um processador Intel Core 2 Duo T5750 2.0Ghz, o multiplicador varia de 6x a 12x. E o padrão para 12x é 1,250v. Então vamos diminuido a voltagem aos poucos.

O mínimo deve ser de 0,950v. Mas pode ser que não fique estável nesse valor. Ao menos comigo, o sistema travou tentando utilizar 0,950v com multiplicador em 12x. Por isso é um trabalho de acerto e erro.

Pra mim ficou bom em 0,975v.

Utilizem a páginaMonitoring” para visualizar alguns elementos como voltagem e temperatura do processador.

Com essa alteração, eu consegui reduzir a temperatura média em pelo menos 10ºC. E além de configurar o perfil “Maximal Performace“, você pode configurar os outros perfis de modo a otimizar consumo de bateria, por exemplo.

Bem, depois de encontrar uma boa configuração com baixa voltagem, é hora de voltar a aquecer o sistema com um overclock no vídeo!

 

Overclock na Placa de Vídeo:

Para essa tarefa, utilizarei o AMD GPU Clock Tool baixável de grátis sem custo adicional aqui. Instale e execute.

Essa ferramente é bem simples e direta de utilizá-la, porém é voltada às placas da ATI. Para as outras placas, o PowerStrip (não tão gratuitamente quanto os outros, mas ainda sim baixável aqui) poder ser uma boa opção.

Para realizar o overclock, basta setar o “Engine Clock” e o “Memory Clock” para um valor proporcionalmente maior. No meu caso, o padrão é, respectivamente, 445,50 e 495,00 Mhz. Com um aumente de 20% em ambos os clocks, fico com os valores aproximadamente iguais a 540 e 600 Mhz.

Depois de alterar os valores dos clocks, basta clicar em “Set Clocks” para aplicá-los. Na aba “Thermal Sensors” é possível monitorar a temperatura da placa de vídeo.

Caso queira restaurar os valores padrão, clique em “Restore Default Clocks“.

Sem problemas, consegui ainda um overclock de 30%. Mas com 40% o sistema travou quando tentei rodar um jogo mais pesado.

Inclusive, devo lembrar que, diferentemente do undervolt no processador, um overclock mal feito pode danificar o equipamento. Por isso, CUIDADO! Avance aos poucos até achar um valor alto, no qual o sistema fique estável e a temperatura não muito alta durante a execução de um jogo ou outra aplicação gráfica mais pesada.

 

Conclusões e Testes:

Configurações do meu note:

  • Processador Core 2 Duo T5750 2.0 Ghz;
  • Placa de Vídeo AMD ATI HD240 (M72) 128mb DDR3.

Comparações das configurações de overclock e undervolt:

Estado Padrão
Processador:12x 1.250v
Vídeo: 450/500Mhz
Overclock 20%
Processador:12x 0.975v
Vídeo 540/600Mhz
Overclock 30%
Processador:12x 0.975v
Vídeo 585/650Mhz
Mass Effect

87ºC Temperatura Máxima Vídeo

87ºC Temperatura Máxima

(11 FPS)

84ºC Temperatura Máxima de Vídeo (13 FPS)

84ºC Temperatura Máxima

(13 FPS)

86ºC Temperatura Máxima de Vídeo (13FPS)

86ºC Temperatura Máxima

(13 FPS)

Mirror’s Edge

mirrorsedge_normal_max89

89ºC Temperatura Máxima

(11 FPS)

mirrorsedge_over20_max86

86ºC Temperatura Máxima

(14 FPS)

mirrorsedge_over30_max87

87ºC Temperatura Máxima

(15 FPS)

Ou seja, com undervolt, nem mesmo 30% de overclock aquece tanto quanto a configuração padrão. Ao menos para o meu note ^^…

Fontes: Fórum do Clube do Hardware, NordicHardware